Resenha: Olhai os lírios do campo

wp-1488473154806.jpg

Sinopse: Eugênio Pontes, moço de origem humilde, a custo se forma médico e, graças a um casamento por interesse, ingressa na elite da sociedade. Nesse percurso, porémSinopse: Eugênio Pontes, moço de origem humilde, a custo se forma médico e, graças a um casamento por interesse, ingressa na elite da sociedade. Nesse percurso, é obrigado a virar as costas para a família, deixar de lado antigos ideais humanitários e abandonar a mulher que realmente ama. Sensível, comovente, “Olhai os Lírios do Campo” é um convite à reflexão sobre os valores autênticos da vida.
Continuar lendo “Resenha: Olhai os lírios do campo”

Resenha: Sentimento do Mundo

sentimento-do-mundo

Continuar lendo “Resenha: Sentimento do Mundo”

Resenha: Terezinha

Pra quem ainda não sabe, nós fizemos parceria com  Hoo Editora, clique AQUI pra saber mais ^^

whatsapp-image-2016-10-20-at-18-05-24-1

Autor: Josué Souza

Publicado em 2016

Hoo Editora 

Continuar lendo “Resenha: Terezinha”

Resenha do Conto: O ovo e a galinha

download

O que falar da Clarice né? Simplesmente maravilhosa haha Eu conheço pouquíssimas obras dela e todas são incríveis.

Continuar lendo “Resenha do Conto: O ovo e a galinha”

Resenha: O triste fim de Policarpo Quaresma

triste2bfim2bde2bpolicarpo2bquaresma

Publicado em 1911

Autor: Lima Barreto

Sinopse: Policarpo Quaresma é um brasileiro que gosta profundamente das coisas de nosso país. Estuda a geografia de nossos rios, a história, a língua de nossos índios. Ama a cultura popular e chega a aprender a tocar violão, só para melhor conhecer nossa música. Sonha em melhorar as coisas para todos. Muda para o interior, para trabalhar na agricultura, pensando em ajudar o Brasil a se desenvolver. Envolve-se num conflito para ajudar o presidente. Mas no fim perde as ilusões.

Continuar lendo “Resenha: O triste fim de Policarpo Quaresma”

Resenha: Quincas Borba

quincas-borba-machado-de-assis.jpg

Publicado em 1891

Autor: Machado de Assis

Sinopse: Quincas Borba trata da vida de Rubião, amigo e enfermeiro particular do filósofo Quincas Borba — personagem descrito em obra anterior de Machado, Memórias póstumas de Brás Cubas —, de quem herda toda a fortuna. Ao trocar a vida provinciana pelo bulício da corte, Rubião leva consigo o cão, também chamado de Quincas Borba, que pertencera ao filósofo e do qual deveria cuidar a fim de preservar o direito à herança. No trem que o conduz ao Rio de Janeiro, Rubião conhece o casal Sofia e Cristiano Palha, que logo percebem que o companheiro de viagem é um novo-rico ingênuo e ludibriável. Seduzido pela amabilidade do casal e, sobretudo, pela beleza de Sofia, Rubião passa a frequentar a casa deles, confiando cegamente nos novos amigos.

Continuar lendo “Resenha: Quincas Borba”

Resenha: Memórias de um Sargento de Milícias

2jkjskaj

SINOPSE: Publicado em 1854, Memórias de um sargento de milícias ocupa um lugar muito especial entre os romances brasileiros do século XIX. Escrito numa época em que a ficção de folhetins era sinônimo de idealização romântica, Manuel Antônio de Almeida rompeu o ciclo de heróis e heroínas e suas aventuras amorosas para narrar o cotidiano das classes populares, suas desventuras e seu anti-herói por excelência: o malandro. Leonardo, seu protagonista, nada tem em comum com os heróis românticos da época. Desde muito cedo deu as costas para a vida acadêmica e religiosa para desfrutar do ócio. Não sofre remorsos nem dores de amor, e quando é feito sargento se identifica mais com a malandragem do que com as forças da ordem. Com sua narrativa centrada nos homens livres, mas despossuídos, do Brasil dos tempos de d. João VI, este romance pioneiro oferece um panorama cômico e precioso do modo de vida e da moralidade incrivelmente adaptável de um país ainda em construção

Continuar lendo “Resenha: Memórias de um Sargento de Milícias”

Resenha: Éramos Seis

IMG-20160707-WA0018.jpg

Autora: Maria José Dupré

Publicado em 1943

192 páginas

SINOPSE: A história de Dona Lola e sua família, uma bondosa e batalhadora mulher que faz de tudo pela felicidade do marido, Júlio, e dos quatro filhos: Carlos, Alfredo, Julinho e Maria Isabel. A vida de Dona Lola é narrada desde a infância das crianças, quando Júlio trabalha para pagar as prestações da casa onde moram, passando pela chegada dos filhos à fase adulta e de Dona Lola à velhice. Conforme os anos passam, vão se modificando as coisas na vida de Dona Lola: a morte de Júlio; o sumiço de Alfredo pelo mundo; a união de Isabel com Felício, um homem separado; a ascensão de Julinho, que se casa com uma moça de família rica. O título do livro vem da situação de Dona Lola ao fim da vida, sozinha num asilo: eram seis, agora só resta ela. Também são expostos no livro outras personagens, como os familiares de Lola: na cidade de Itapetininga, interior paulista, moram a mãe, Dona Maria; a tia Candoca; as irmãs Clotilde, solteira, e Olga, casada com Zeca, seu cunhado; na cidade, vive a rica tia Emília, irmã de seu pai; e a filha dela, Justina.

Continuar lendo “Resenha: Éramos Seis”

Resenha: Reencontro

IMG-20160623-WA0015.jpg

Autora: Leila Krüger

Publicado em 2011

494 páginas

Sinopse: “Está bem no fundo. Não se pode alcançar… aos poucos, vai roubando o ar.” Ana Luiza vai perdendo seu fôlego: o fim de (mais) um grande amor, um pai distante, uma mãe fútil, uma amizade complexa e “pessoas que sempre vão embora”. Com suas músicas de rock, seus livros e seus cigarros, Ana Luiza vê sua vida desmoronar. “O amor é uma ferida”, ela sentencia. Mas a “garota de olhar longínquo” tem um encontro inesperado com um alguém aparentemente muito diferente dela: os “olhos imensos”, que tudo veem… Presa em seu próprio mundo e rendida ao álcool e às drogas, Ana Luiza tenta fugir. Principalmente do temido amor, que tanto a feriu… Como encontrar, ou reencontrar o próprio destino? Até onde o amor pode ir, até quando pode esperar? O que há além das baladas de rock e dos poemas românticos? Poderá o amor salvar alguém de sua própria escuridão? Às vezes, é necessário perder quase tudo para reencontrar… e finalmente poder amar.

Continuar lendo “Resenha: Reencontro”

Resenha: O cortiço

capa.jpg

Sinopse: O Cortiço é um romance publicado em 1890, e é considerada uma obra-prima do Naturalismo no Brasil. Os personagens principais são os moradores de um cortiço no Rio de Janeiro, precursor das favelas, onde moram os excluídos, os humildes, aqueles que não se misturavam com a burguesia, e todos eles possuindo os seus problemas e vícios, decorrentes do meio em que vivem.
Aluísio Azevedo fixou-se nas letras com seu traço forte e também por personificar, com grande destaque, a fase naturalista brasileira.

Continuar lendo “Resenha: O cortiço”