Resenha: Interator

 

Quando GAME e REALIDADE se confundem.

Romance | 444 páginas | Cortesia Editora Jaguatirica | Compre & Compare Lojas Americanas * Submarino |  Autor: Alexandre Almeida de Oliveira | Publicado em 2016|Classificação 4/5 

Continuar lendo “Resenha: Interator”

Resenha: Onde fica o para sempre

Ninguém vai saber o que você sentiu quando a pessoa que você mais amava na vida fechou os olhos pela última vez e não disse nem mesmo um adeus.

Romance | 223 páginas | Cortesia Drago Editorial | Compre & Compare Lojas Americanas * Submarino |  Autor: Mayra Carvalho | Publicado em 2016|Classificação 4/5 

Continuar lendo “Resenha: Onde fica o para sempre”

Resenha: Esaú e Jacó

 

 

Esaú e Jacó

Paulo gostava mais de conversa que de piano; Flora conversava. Pedro ia mais com o piano que com a conversa; Flora tocava. Ou então fazia ambas as cousas, e tocava falando, soltava a rédea aos dedos e à língua.

Machado de Assis

Romance | 251 páginas | Compre & Compare Lojas Americanas * Submarino |  Autor: MACHADO DE ASSIS | Publicado em 1904|Classificação 5/5

Continuar lendo “Resenha: Esaú e Jacó”

Resenha: Roque Santeiro ou O berço do Heroi

livro dias gomes

SINOPSE: “O berço do heroi”, peça de Dias Gomes, foi escrita em 1963. Com o Golpe Militar, acabou sendo proibida na noite em que deveria ser encenada pela primeira vez. Em 1975, Dias fez uma adaptação da peça para a televisão, mas a novela também foi proibida. Mais dez anos se passaram e, em 1985, a novela foi finalmente liberada e se tornou um dos maiores sucessos de audiência. O personagem Cabo Roque morre na Itália, como pracinha da Força Expedicionária Brasileira, e, por conta disso, vira um heroi em sua cidade. Surpreendentemente, Roque reaparece vivo na cidade. Aqui, temos uma comédia política onde o mito do heroísmo é colocado em xeque.

Peça | 113 páginas | Compre & Compare Lojas Americanas * Submarino |  Autor: DIAS GOMES | Escrita em 1963|Classificação 5/5

Continuar lendo “Resenha: Roque Santeiro ou O berço do Heroi”

Resenha: Olhai os lírios do campo

wp-1488473154806.jpg

Sinopse: Eugênio Pontes, moço de origem humilde, a custo se forma médico e, graças a um casamento por interesse, ingressa na elite da sociedade. Nesse percurso, porémSinopse: Eugênio Pontes, moço de origem humilde, a custo se forma médico e, graças a um casamento por interesse, ingressa na elite da sociedade. Nesse percurso, é obrigado a virar as costas para a família, deixar de lado antigos ideais humanitários e abandonar a mulher que realmente ama. Sensível, comovente, “Olhai os Lírios do Campo” é um convite à reflexão sobre os valores autênticos da vida.
Continuar lendo “Resenha: Olhai os lírios do campo”

Resenha: Sentimento do Mundo

sentimento-do-mundo

Continuar lendo “Resenha: Sentimento do Mundo”

Resenha: Terezinha

Pra quem ainda não sabe, nós fizemos parceria com  Hoo Editora, clique AQUI pra saber mais ^^

whatsapp-image-2016-10-20-at-18-05-24-1

Autor: Josué Souza

Publicado em 2016

Hoo Editora 

Continuar lendo “Resenha: Terezinha”

Resenha do Conto: O ovo e a galinha

download

O que falar da Clarice né? Simplesmente maravilhosa haha Eu conheço pouquíssimas obras dela e todas são incríveis.

Continuar lendo “Resenha do Conto: O ovo e a galinha”

Resenha: O triste fim de Policarpo Quaresma

triste2bfim2bde2bpolicarpo2bquaresma

Publicado em 1911

Autor: Lima Barreto

Sinopse: Policarpo Quaresma é um brasileiro que gosta profundamente das coisas de nosso país. Estuda a geografia de nossos rios, a história, a língua de nossos índios. Ama a cultura popular e chega a aprender a tocar violão, só para melhor conhecer nossa música. Sonha em melhorar as coisas para todos. Muda para o interior, para trabalhar na agricultura, pensando em ajudar o Brasil a se desenvolver. Envolve-se num conflito para ajudar o presidente. Mas no fim perde as ilusões.

Continuar lendo “Resenha: O triste fim de Policarpo Quaresma”

Resenha: Quincas Borba

quincas-borba-machado-de-assis.jpg

Publicado em 1891

Autor: Machado de Assis

Sinopse: Quincas Borba trata da vida de Rubião, amigo e enfermeiro particular do filósofo Quincas Borba — personagem descrito em obra anterior de Machado, Memórias póstumas de Brás Cubas —, de quem herda toda a fortuna. Ao trocar a vida provinciana pelo bulício da corte, Rubião leva consigo o cão, também chamado de Quincas Borba, que pertencera ao filósofo e do qual deveria cuidar a fim de preservar o direito à herança. No trem que o conduz ao Rio de Janeiro, Rubião conhece o casal Sofia e Cristiano Palha, que logo percebem que o companheiro de viagem é um novo-rico ingênuo e ludibriável. Seduzido pela amabilidade do casal e, sobretudo, pela beleza de Sofia, Rubião passa a frequentar a casa deles, confiando cegamente nos novos amigos.

Continuar lendo “Resenha: Quincas Borba”