Crítica: Academia de Vampiros

Sinopse: Na escola de vampiros St. Vladimir estudam Rose e Lissa, duas melhores amigas. Rose é meio humana, meio vampira, e perdeu toda a família em um acidente. Ela tem o dom de entrar na cabeça de Lissa, uma princesa que domina o elemento do Espírito, sendo capaz de curar pessoas e animais. Juntas, elas vão proteger os vampiros Moroi dos inimigos Strigoi.

O filme é baseado na saga Academia de Vampiros, que tem ao total seis livros…
(veja aqui a resenha do livro 1 – Beijada pelas Sombras).

Faz mais ou menos um ano que eu li essa saga, e só consegui ver o filme agora. A impressão que eu tive foi que, passou rápido demais. Sim, é uma adaptação não dava pra fazer idêntico ao livro, mas eu achei que as coisas ficaram meio aceleradas e atropeladas, não deu tempo de criar um envolvimento com os personagens sabe?

Os efeitos especiais são meio fraquinhos também, mas fora isso, até que foi bom.
A explicação dos Moroi, Strigoi e Dampiros ficou muito boa.
E devo elogiar a atriz que faz a Rose e o ator que faz o Dimitri, os dois realmente cairão como luva no personagem.

Sobre o segundo filme_
Não encontrei noticias, e o primeiro filme não foi nem ao cinema aqui no Brasil, então, não sei dizer se terá uma continuação…

Obs.: Disponível no Netflix.

Anúncios