Resenha: Promíscuo ser de partitura finita.

Sinopse: Duas vidas entrelaçadas por um mesmo propósito. Um carma que é passado por diferentes gerações unindo duas mulheres em épocas distintas. De um lado, está Maria Scarlet, uma prostituta de um passado distante que, após apanhar muito da vida, consegue se es elecer como dona de um bordel. Com o tempo, o bordel ganha fama e se torna referência na pacata Holanda de 1750, derivando a qualidade de seu nome para a rua a qual o es estabelecimento funcionava- Red Street , atualmente conhecida como Red Light . Do outro lado, está Anna Lara, uma mulher frágil e atormentada pelas lacunas do seu sombrio passado. Com o suporte de Maria Scarlet, Anna Lara cria defesas emocionais por meio da energia sexual que recebe de sua protetora e se torna participante ativa e assídua de toda forma de desvio sexual, ao lado de seu parceiro de vida, Jota Jr. Em um enredo psicológico completamente envolvente, Anna Lara esbarra nas lacunas sexuais escondidas nas partituras não terminadas de um universo promíscuo e misterioso.

Romance | 158 páginas | Cortesia Editora Pandorga Nacional| Compre & Compare Lojas Americanas * Submarino |  Autora: Cris Coelho | Publicado em 2017|Classificação 4/5 

Olá leitores,

Bem, vamos começar pelo título… Me desculpem, mas eu achei muito ruim.
Promíscuo e partitura até combinam com o livro, mas o título no geral é bem sem sentido.

Promíscuo ser de partitura finita.

Comecei a ler o livro achando que ia me decepcionar (sim, eu julguei o livro pela capa haha), mas me enganei completamente.

O livro começa com Anna Lara fazendo um aborto no centro de Umbanda. O começo é um pouco estranho, pois o leitor é “jogado” dentro de um ritual umbandista (não sei se é ritual o nome correto).  Mas aos poucos vamos entendendo o que se passa.

Anna Lara é uma moça jovem e bonita, casada com um judeu lindo, másculo, milionário e viciado em sexo chamado Jota Jr.

Anna Lara está grávida de 4 meses e seu feto possui deformações. Devido a isso, seu marido Jota Jr, ordena que ela o aborte. Após isso, a jovem passa por um intenso período de depressão e dúvidas acerca de seu casamento. Bem, o casamento de Anna Lara e Jota é um tanto quanto diferente. Eles realizam diversas orgias e n! outras formas de sexo. Ao longo da narrativa vamos percebendo que Jota é dominador e impõe todas as suas vontades a sua esposa, mas de alguma forma Anna Lara gosta disso. No entanto, sentimos que esse tipo de relação consome nossa protagonista de uma tal forma que ela mesmo não sabe sua própria identidade.

20171002_222349.jpg

Mas esse não é o único foco da história. Anna Lara, desde pequena, é acompanhada por uma mulher que só ela vê. A prostituta Maria Scarlet. Mas por que só Anna Lara a vê? Por que essa mulher a acompanha? Qual a relação das duas?

O livro de literatura erótica contem algumas cenas fortes e recheadas de poesia. A promiscuidade no casamento do casal é tratada de maneira às vezes doentia e às vezes bem normal. A autora tem realmente o dom de nos prender e fazer com que sintamos todas as emoções dos personagens. Além disso, o livro contém muitas explicações sobre umbanda, espiritismo, quimbanda e outras religiões.

Pra quem quer um boa literatura erótica atrelada a um bom romance esse livro é perfeito.

PS.: Estou extremamente ansiosa pela continuação u.u

Beijoos

 

Anúncios

Um comentário em “Resenha: Promíscuo ser de partitura finita.

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s