Resenha: Nunca nos pertencemos

“Porque você foi a única que realmente me conheceu… Me fez fazer tudo aquilo que eu guardava pra poder fazer para alguém que eu ame.”

Henri Becchieri

Romance | 160 páginas | Cortesia Karen Beatriz |  Autor: Karen Beatriz | Publicado em 2015|Classificação 2/5 

Olá leitores,

Primeiramente, gostaria de dizer que eu imagino o quão difícil seja publicar um livro. Achar uma editora que acredite em seu trabalho não é fácil. E é por isso que vemos muitos e muitos autores independentes. Maaaas, mesmo sabendo disso, não podemos elogiar todos os livros que vemos por aí simplesmente pela jornada difícil. 

Nunca nos pertencemos é obra de uma autora independente, a Karen Beatriz. Bem, é perceptível que o livro não teve uma boa edição. Logo na capa, a qualidade de impressão não é das melhores. Eu só consegui entender o nome do livro quando o li na lombada. Os infinitos erros de pontuação e concordância me deixaram um pouco frustrada também. Além disso, o narrador é ora onisciente  (sabe de tudo e de todos) ora não é. O que, claramente, é uma falha de escrita.

A descrição dos personagens e dos lugares também deixou a desejar. Até o protagonista teve uma descrição superficial. Tive que imaginar vários detalhes físicos e psicológicos do mesmo.

 

Deixando a parte técnica de lado, vamos falar do enredo.

Após várias tentativas para aceitar a morte do pai, Henri Becchieri, um jovem artista com sintomas de depressão, sente a necessidade de mudar de vida. Ele decide fugir de casa a fim de encontrar um novo estímulo para seguir em frente.

Henri, então, entra num trem com sentido a Florença. O rapaz é guiado por uma jovem e bela moça, Sophie, de olhar sedutor. Saindo da estação, Henri conhece um casal de amigos: o italiano Bernard, amante de fotografia, e a brasileira Anne. Ao longo do livro percebemos que há algo que une esses jovens… Um mistério do passado… O que a morte do pai de Henri tem a ver com tudo isso?

Do jeito que está eu não recomendo o livro, pois faltam algumas modificações e revisões que facilitam a leitura da obra.

20170724_180038

Breve biografia da autora: Karen Beatriz Dias de Santana nasceu em 23 de julho de 1993 na zona leste de São Paulo. Seu amor por escrever surgiu quando ganhou de seu pai em 2005 um violão, desde então passou a escrever suas próprias músicas, e seu amor por poesias foi crescendo cada vez mais.

 

Anúncios

Um comentário em “Resenha: Nunca nos pertencemos

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s