Resenha: O Diabo ataca em Wimbledon

Adorei!

Sinopse: Até onde você iria para chegar ao topo? 
Quando a tenista queridinha dos americanos, Charlotte “Charlie” Silver, faz um pacto com o diabo — o treinador carrasco Todd Feltner —, é catapultada para um mundo de estilistas famosos, festas exclusivas, jogos beneficentes a bordo de iates gigantescos e encontros românticos com a realeza hollywoodiana. Sob a nova direção impiedosa de Todd, Charlie, a menina boa, já era. Todd só quer saber de Charlie, a “Princesa Guerreira”. Afinal de contas, ninguém chega ao topo sendo bonzinho. Revistas e blogs de fofocas seguem Charlie freneticamente em suas viagens pelo mundo perseguindo vitórias em Grand Slams e manchetes no Page Six. Mas, quando a estrela da Princesa Guerreira ascende dentro e fora das quadras, há um preço a pagar. Num mundo obcecado por aparências e celebridades, estaria Charlie Silver disposta a se perder para vencer a todo custo? De Wimbledon ao Caribe, do US Open ao Mediterrâneo, O diabo ataca em Wimbledon é um passeio sexy e perversamente divertido por um mundo em que as apostas são altas — e as regras do jogo nem sempre são respeitadas.

Romance | 389 páginas | Cortesia Grupo Editorial Record | Autor: Lauren Weisberger | Publicado em 2017 | Classificação 4/5 | Compre & Compare Saraiva  / Fnac Livraria da Folha 

No começo do livro, conhecemos Charlie, nossa protagonista que é uma tenista em ascensão, com vontade de vencer e crescer! Mas uma lesão ameaça todos os seus sonhos de ganhar um Grand Slam (fui pesquisar aqui o valor desse prêmio e quase caí para trás).
Então Charlie toma uma atitude radical. Contrata um novo técnico, muda de visual, muda de estratégia e, por fim, Charlie deixa de ser Charlie.

“Guerreiros vestem preto.”

Chega ao ponto que nem ela mesma se reconhece, e é ai que entra a pergunta que está na sinopse desse livro Até onde você iria para chegar ao topo? 

O diabo ataca em Wimbledon

O Diabo ataca em Wimbledon me lembrou MUITO Gossip Girl!
As festas, fofocas, briguinhas, romance, traição, ostentação (tem até um Dan pobre também haha) e, em meio a tudo isso, uma pressão enorme para ser um sucesso.

“Não era só a riqueza, era como se internalizassem o privilégio que adquiriam ao nascer e passassem pela vida com serenidade, sempre tão relaxados e graciosos. O mundo era deles, e eles aproveitavam.”

E, como nem tudo são flores, o livro também mostra a parte “ruim” do tênis, a correria, a distância, a falta de tempo para ficar com os amigos e família, e também o machismo..

“Quantas tinham filhos entre as vinte melhores? Nenhuma. Os homens não ficavam exatamente ansiosos para seguir as namoradas tenistas pelo mundo, esquentar a cama delas à noite e tomar café com elas às seis da manhã em cafeterias de Dublin a Dubai, esperando para abraçar as mulheres suadas e exaustas quando finalmente saiam da quadra exultantes ou enraivecidas..”

Eu gostei da forma que o livro foi escrito, a leitura é leve e simples, tem gírias, palavrões, etc. E a passagem do tempo é rápida; você tem de estar sempre atento a data que aparece no início de cada capitulo, e eu #superINDICO 😉

Uma observação: O Grupo Editorial Record fez um mega evento na Vertical Tennis para o lançamento desse livro!

lançamento - o diabo ataca em wimbledon

lançamento livro - o diabo ataca em wimbledon

Foi super divertido, durante 1 hora a gente teve uma aula “básica” de tênis, e eu adorei!
Isso trouxe uma inserção maior no livro na hora da leitura, foi bem legal ❤

Anúncios

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s