Resenha: 1222

A única coisa que eu queria era que me levassem daquela montanha, para longe de todas aquelas pessoas e da tempestade e a maldita neve, que conforme o tempo passava, tornava mais difícil a visão lá fora. Tentar ver alguma coisa em todo esse caos onde não havia nada para focar fazia com que eu me sentisse enjoada e tonta.

Romance policial | 303 páginas | Cortesia Editora Fundamento | Compre com a editora | Autora: Anne Holt | Publicado em 2013|Classificação 4/5 

Olá leitores,

Esse é o segundo livro de literatura norueguesa que eu leio e sinceramente estou gostando muito =)

Bem, o livro é o último da série da policial Hanne Wilhelmsen.

Essa obra começa com um acidente de trem. O pior inverno da Noruega causou o descarrilhamento do trem. Desse desastre o maquinista não resistiu e faleceu. Os outros passageiros tiveram apenas ferimentos leves e uns ossos quebrados.

O título do livro refere-se ao local do acidente ter acontecido a 1222 metro de altitude, numa montanha de Finse.

Os 269 sobreviventes ficam hospedados em um hotel próximo. Além disso, devido a nevasca, a mais forte entre décadas, eles ficam presos nesse hotel.

As pessoas pareciam felizes. Estavam num hotel confortável com muita comida e bebida. Hanne não se sentia confortável com aquelas pessoas. Ela tornara-se cadeirante após levar um tiro em uma missão policial. Sua cadeira a faz sentir diferente e por isso, ela tenta ao máximo manter-se longe das pessoas e as trata, a maioria das vezes, de forma grossa e fria.

Mas o que aconteceria com esses sobreviventes se soubessem que tem um assassino entre eles?

Pois é, com a morte do pastor Cato Hammer todos os outros sobreviventes ficaram sobre uma atmosfera de medo e desconfiança.

Bem, a narrativa lembra bastante as da Agatha Christe. A autora escreve seus mistérios, crimes e tudo mais de maneira muito empolgante e que nos deixa louco para saber que está por trás dos crimes.

Os personagens são descrito aos poucos e tem gente de todo o tipo, o que é ótimo.

Apesar de ser uma série, eu não senti dificuldades em entender a história mesmo tendo lido apenas um volume. Outra coisa que gostei no livro foi o fato de Hanne ser lésbica, mas não ser um livro LGBT. A autora escreve sobre o homossexualismo de forma natural, como dever ser.

Pra quem gosta de crime, suspense e uma boa narrativa esse livro é ótimo.

livro 1222

Breve biografia da Autora: Anne Holt é uma escritora norueguesa. Anne trabalhou no departamento de polícia de Oslo, e por isso, suas temáticas são bem realistas. Além de ser escritora é jornalista e advogada. A série da policia Hanne Wilhelmsen começou em 1993. Seus livros já foram levados a mais de 25 países.

Recomendo!

Beeijos

Anúncios

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s