A história do futuro de Glory O’Brien

WhatsApp Image 2017-04-24 at 17.37.19

Ficção Norte Americana | 240 páginas | Editora Gutenberg |Compre & Compare Lojas Americanas;Submarino |  Escritora: A.S King | Publicado em 2017|

E mais uma vez parto para uma leitura dessa escritora que tem me cativado muito!

A.S King \o/

Sinopse

“O fim do ensino médio é uma época de possibilidades infinitas – mas não para Glory O’Brien, uma jovem norte-americana que não tem nenhum plano para o futuro. Sua mãe cometeu suicídio quando Glory tinha apenas 4 anos, e ela nunca parou de se perguntar se seguiria o mesmo caminho… Até que numa noite transformadora ela começa a experimentar um novo e surpreendente poder que lhe permite enxergar o passado e o futuro das pessoas.

De antepassados a muitas gerações futuras, a jovem é bombardeada com visões – e o que ela vê pela frente é aterrorizante: um novo líder tirânico toma o poder e levanta um exército. Os direitos das mulheres desaparecem. Uma violenta segunda guerra civil explode. Jovens garotas somem diariamente, vendidas ou confinadas em campos de concentração.

Sem saber o que fazer, Glory decide registrar todas as suas visões, na esperança de que a sua História do Futuro sirva de alerta e evite o que vem por aí.

Mas será que as pessoas vão acreditar nela? Será que estarão dispostas a fazer o que é necessário para impedir a concretização daquele destino medonho?

Nesta obra-prima sobre feminismo, liberdade e escolhas, A. S. King mais uma vez nos brinda com seu realismo fantástico para contar a história de uma garota que tenta lidar com uma perda devastadora.”

Resenha

 Temos um contexto de  final de Ensino Médio, em que Glory O’Brien teria uma vida normal se ela não reclamasse de toda a normalidade que se pode encontrar na vida. Teria melhores amigos se não reclamasse de sua única amiga. E faria tudo igual a todas as meninas que terminavam a escola se não quisesse fazer tudo diferente 😀

Desde que sua mãe enfiou sua cabeça dentro do microondas, Glory tem sido criada por seu pai que sempre lhe ensinou que não era preciso ser igual os comerciais de televisão dizia que ela tinha que ser para ser uma mulher: ir na manicure, ter o corpo esbelto… -sim, o livro tem um contexto feminista-.

“…Aos 12 anos eu disse a ela que eu era feminista, e ela disse que meu pai havia feito lavagem cerebral em mim, me transformado em uma espécie de semimenino. O que era uma bobagem. Eu não era um semiminino. Continuava sendo eu mesma. Só queria que a tia Amy recebesse o mesmo salário que um homem… Por que todo mundo confundia tanto essa palavra? “

É assim a escrita da A.S King. Consegue narrar histórias pesadas de uma maneira leve e que de primeiro momento é possível aceitar pela leveza da narração, mas logo ela já traz um momento que faz você realmente pensar.


E, por outro lado, consegue transformar uma coisa simples, um acontecimento comum como ver um morcego, até formar todo um cenário tão fantasioso e tão real ao mesmo tempo.

Mas… peraí. Como assim ver morcego, né 😁 ? O que isso tem a ver? haha

Logo no início, Glory e sua amiga Ellie veem um simples morcego, e isso vai evoluindo de ver um morcego hibernando pra ver um morcego que estava ali há muito tempo, mas que não estava morto, não estava fedido, não havia insetos em volta dele, mas ele estava ali :z. E o pior de tudo é que a história começa quando ela diz que bebeu o morcego. Hahaha é muita abstração.

Quando acordamos na manhã seguinte, o mundo estava diferente. Nós podíamos ver o futuro. Podíamos ver o passado. Podíamos ver tudo.

Você pode estar se perguntando:

“Por que beber um morcego”

Ou,

“Como você bebeu um morcego?”

Ou,

“Quem faria uma coisa dessas?”

…É como estar em um trem veloz que colide, e alguém te perguntar por que você não pulou antes da batida.

Você não pularia porque não poderia pular. Ele estava indo rápido demais.

E você não sabia que havia uma colisão pela frente, então por que pularia?

E aí que começam as visões que a sinopse conta. As terríveis visões.

Sobre o contexto do livro: O feminismo está realmente aparecendo cada vez mais. Acredito que quanto mais as mulheres brigarem pelos seus direitos, mais eles irão aparecer e isso pode incomodar alguns. Alguns que acreditam que o machismo não existe (se é que tem como acreditar nisso). Sendo assim, são obras dessa natureza que devem mostrar, argumentar e de fato abrir os olhos das pessoas para o problema agravado durante séculos.

Falando um pouco sobre a edição da Gutenberg: O livro está lindo haha com ilustrações de morcegos em todas as partes e com páginas de ótima qualidade! 😀

É claro que eu indico essa obra!!

Anúncios

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s