Resenha: Cidade de Etéreos

Etéreo ou Etérea é uma palavra bem peculiar não? Ela significa relativo ao éter, que tende a ser volátil ou fluído. Também tem um significado figurado, referindo-se ao que é sublime, celeste ou delicado.

whatsapp-image-2017-01-07-at-17-25-51

Escritor: Ransom Riggs
Editora: Intrínseca
Págs: 384
Ano: 2016

Sinopse: Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares.
Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.

O livro se inicia exatamente onde o primeiro parou, as crianças no barco, no mar, sem casa, sem diretora, apenas tentando encontrar um local seguro e infelizmente, não existe um local seguro.

O mundo peculiar está em uma situação bem delicada, a beira de entrar em colapso. E apesar da maioria das crianças terem mais de 100 anos, elas ainda são crianças.
Isso de certa forma é meio irritante, Jacob nosso protagonista está mega indeciso, não temos um líder no grupo, que aos trancos e barrancos vão avançando na história, buscando uma forma de trazer a Sra. Peregrine de volta.

whatsapp-image-2017-01-07-at-17-34-01

Em geral, a história foi bem previsível.
Ela só ficou inesperadamente peculiar no final 😦

“Estranho como dá para viver nossos maiores sonhos e pesadelos ao mesmo tempo.”

Assim como no primeiro livro as imagens são encantadoras, o escritor descreve algo e então POW, lá está a fotografia, exatamente como foi descrito, isso dá um ar mais sombrio ao livro, que #euIndico na esperança que o próximo seja tão encantador quanto o primeiro.

Anúncios

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s