Resenha: Os Lusíadas

Faz tempo que eu não faço um post sobre algum clássico né?

Pois bem, Camões é a definição do que há de mais clássico na literatura haha

livro-os-lusiadas-serie-reencontro-luis-de-camoes-D_NQ_NP_22466-MLB20230100032_012015-F

Olá leitores,

Luís Vaz de Camões é um dos literatas mais famosos do mundo. E não é pra menos!

Camões foi poeta e soldado. Foi exilado na África e na Ásia, onde conheceu sua donzela Dinamene.

Tem uma história famosa sobre Camões e Dinamene. Estavam os pombinhos num navio na Ásia e esse navio naufragou. Dinamene estava se afogando de um lado e do outro os escritos de Os Lusíadas. E vocês acham que Camões salvou quem? haha Graças a Deus, ele salvou Os Lusíadas hahaha

Camões faz parte do Classicismo, no entanto a maioria dos seus sonetos são Maneiristas (transição do classicismo para o barroco).

Os Lusíadas foi publicado em 1572 e foi dedicado ao rei D. Sebastião.

Já falei do sabastianismo aqui no blog: Clique aqui e leia =).

O livro conta a história da viagem de Vasco da Gama às Índias.

Essa é uma obra nacionalista com:

8816 versos decassílabos

1102 estrofes em oitava rima

10 cantos (capítulos)

Essa maravilhosa e inútil contagem foi feita pelo meu professor de literatura hahaha

Caravela.12

A narrativa começa in medias res (ao meio do caminho).

Essa obra contém deuses, marinheiros, descobrimentos e etc.

Vênus apoia os portugueses, pois os compara aos romanos. Já Baco é contra os portugueses, pois é o deus do Oriente.

Nesse livro há alguns cantos importantes.

Canto III – Inês de Castro 

Esse talvez seja um dos mais famosos =)

Vasco da Gama é  narrador. E faz uma narrativa histórica do país.

No século XIV o rei D. Afonso IV tinha um filho chamado Príncipe D. Pedro. Inês de Castro era a dama de companhia da mulher de D. Pedro. Vasco da Gama nos conta que Inês de Castro e o príncipe se apaixonaram. No entanto, após várias coisas Inês de Castro é assassinada.

Canto IV – Velho do Restelo

Vasco da Gama nos conta que quando estavam para zarpar no cais do Restelo, em Portugal, um velho começa a discursar contra o expansionismo, o mercantilismo realizado pelos portugueses. É um discurso crítico e extremamente pessimista.

Fernando Pessoa, outro gênio da literatura portuguesa, fez um poema chamado “Mar Português”. Esse poema faz referência ao episódio narrado por Vasco da Gama.

Fernando Pessoa – Mar Português
Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!

Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!
Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.

Quem quere passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Existem outros 3 cantos que eu considero muito importante que são: Canto V – Gigante Adamastor, Canto IX – Ilha dos Amores e o Canto X – Epílogo.

No final de todos os cantos há reflexões =)

Camões e Os Lusíadas são muito mais do que um singelo post, mas espero ter instigado vocês a ler e conhecer um pouquinho sobre essa épica obra.

Recomendo muito!!

Beijoos.

 

 

Anúncios

3 comentários em “Resenha: Os Lusíadas

  1. Excelente post. Um livro sensacional sobre Camões é o “A página perdida de Camões” do autor Luciano Milici. A história se passa hoje em dia. É sobre um mistério em Os Lusíadas que envolve seitas secretas, um serial killer, aventura, enigmas e romance. Há muitos paralelos entre Os Lusíadas e esse livro. Abraços e sucesso no site.

    Curtido por 1 pessoa

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s