Resenha – Rio: Zona de Guerra

IMG-20160331-WA0001

Autor: Léo Lopes

Publicado em 2014

Editora AVEC

Sinopse:

“Em um futuro próximo, as desigualdades sociais e econômicas chegaram a níveis tão alarmantes que o Estado não tem condições de manter a ordem e garantir a segurança pública. Todo o poder é concentrado nas mãos de megacorporações multinacionais que criam e impõem as leis por meio de suas milícias particulares, chamadas Polícias Corporativas.No Rio de Janeiro, a Fronteira, uma muralha intransponível que cerca a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes, protege os interesses das megacorporações, relegando os habitantes dos demais bairros a uma vida sem lei em um território dominado pelas gangues.Tudo pode acontecer quando o assassinato de uma prostituta no edifício de uma megacorporação leva um detetive particular a voltar para a Barra da Tijuca após anos de exílio no que todos se acostumaram chamar de Zona de Guerra.”

Olá leitores,

Hoje vou falar do livro do Léo Lopes, Rio: Zona de Guerra.

É um livro policial, então envolve assassinatos, polícia, jurisdições e etc.

A história se passa num Rio de Janeiro do futuro, onde há uma segregação social imensa. Ricos, corporativos, megacorporações e pessoas influentes ficam de um lado, mais precisamente nos melhores bairros do Rio, enquanto pobres ficam nos morros e bairros mais periféricos. Ambas as sociedades são separadas por uma fronteira real que fica sendo monitorada o tempo todo!! Tipo Estados Unidos e México sabe? HAHA

A trama principal se desenrola em torno de um caso do detetive Carlos Freitas. Esse detetive mora na Zona de Guerra por opção própria, mas ele tem passe livre pro Rio de Janeiro rico e desenvolvido. Carlos Freitas acredita que a maioria das pessoas que são exiladas para a Zona de Guerra são pessoas do bem e que foram simplesmente jogadas e descartadas como lixo!! O livro trabalha bastante com esse foco socioeconômico…

O futuro que o Léo nos conta é incrível haha Não existem mais carros e sim, flutuadores!! Não se usa mais dinheiro e sim um BPM que armazena seus créditos, informações pessoais e muitas outras coisas. As casas, apartamentos, veículos têm sistema de reconhecimento de voz e todas essas coisas que a gente sonha em ter hoje haha

O ambiente narrado pelo autor é difícil e ao mesmo tempo fácil de imaginar. Afinal estamos falando de um futuro talvez nem tão próximo. No entanto, a narrativa do autor é tão detalhada que nos vemos inseridos nos cenários…

Eu “devorei” o livro!! haha A narrativa faz você ficar preso ao livro e isso é ótimo =)

A única coisa que eu tenho a ressaltar é que o desfecho do caso de Carlos Freitas foi meio surreal pra mim haha Vocês nunca vão conseguir imaginar haha é algo totalmente “inusitado”, no entanto tem muito a ver com o romance em si, então não foge da linha de raciocínio da história.

Eu estou na pegada Sherlock Holmes haha Querendo ler livros policiais e tals, então eu adorei ler esse livro =)

Recomendo a todos e é uma ótima forma de pensarmos em como vai ser nosso futuro, afinal a segregação socioeconômica já existe e em muitos casos já é murada =( Essa obra me fez refletir sobre esses assuntos…

Clique aqui e leia mais sobre nossa parceria com o autor e mais sobre o mesmo =)

IMG-20160331-WA0002

Léo, gostamos muito desta leitura haha

Beijoos

Anúncios

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s