Resenha: Terra Sonâmbula

terra-sonambula_rep_300

Autor: Mia Couto

Publicado em 1992

SINOPSE: Um ônibus incendiado em uma estrada poeirenta serve de abrigo ao velho Tuahir e ao menino Muidinga, em fuga da guerra civil devastadora que grassa por toda parte em Moçambique. Como se sabe, depois de dez anos de guerra anticolonial (1965-
1975), o país do sudeste africano viu-se às voltas com um longo e sangrento conflito interno que se estendeu de 1976 a 1992. O veículo está cheio de corpos carbonizados. Mas há também um outro corpo à beira da estrada, junto a uma mala que abriga os “cadernos de Kindzu”, o longo diário do morto em questão. A partir daí, duas histórias são narradas paralelamente: a viagem de Tuahir e Muidinga e, em flashback,o percurso de Kindzu em busca dos naparamas, guerreiros tradicionais, abençoados pelos feiticeiros, que são, aos olhos do garoto, a única esperança contra os senhores da guerra. ‘Terra Sonâmbula’ – considerado por júri especial da Feira do Livro de Zimbabwe um dos doze melhores livros africanos do século XX e agora reeditado no Brasil pela Companhia das Letras. Couto se vale também de recursos do realismo mágico e da arte narrativa tradicional africana para compor esta bela fábula.

Olá leitores,

Esperei ansiosamente para postar sobre esse livro que eu elegi como o meu #Favorito2015. Sério, nunca havia lido literatura africana e confesso que me encantei por esse autor maravilhoso haha.

Enfim, o Mia Couto, que tem esse pseudônimo “Mia” porque adorava gatos (mais uma coisa pra eu gostar dele u.u) nasceu em Moçambique e é descente de família portuguesa. Ele publicou os primeiros poemas aos 14 anos e é conhecido como “Escritor da Terra”, pois escreve e descreve as próprias raízes do mundo, além de explorar a relação do homem com a natureza. O Mia é criador de neologismos e por isso é comparado, muitas vezes, ao nosso grande Guimarães Rosa ^^

Agora vamos falar do romance propriamente dito!!

O livro Terra Sonâmbula contém 2 estórias que em vários momentos insinuam uma relação.

A 1º estória é a do velho Tuahir que salva a vida do moleque Muidinga que tem uns 11 ou 12 anos.. O velho chama o menino de miúdo. Logo no começo o menino quer chamar o velho de vô (por que né! haha), mas Tuahir briga com o menino e fala para ele o chamar de Tio.

O livro inicia com as duas figuras vagando pela Moçambique pós-independência numa “estrada morta”. A Moçambique, mística, fundada em lendas e no passado colonizado, vive num sonambulismo.

Nesse momento acham um Machimbombo (ônibus abandonado e queimado). Próximo a esse ônibus acham um morto segurando uma mala e para a surpresa de todos essa mala contem diários nomeados “Cadernos de Kindzu”.

filmes_885_Terra Sonambula 1

P.s.: Nesse livro, vamos encontrar algumas palavras inusitadas. Porém, não podemos esquecer que mesmo Moçambique falando português, alguns dialetos são diferentes. E pra nos ajudar, algumas edições possuem traduções para essas palavrinhas.

hqdefault

A 2° esstória é realmente sobre a trajetória de Kindzu. Por muitos dias, a única distração de Tuahir e de Muidinga era ler os diários. O menino lê os cadernos a fim de preencher as noites solitárias!! Ambos ficam completamente envolvidos na história de Kindzu.

Um fato interessante é que à medida que leem os cadernos, o velho e o miúdo, começam a enxergar a paisagem de forma diferente, e passam a ter uma relação fraternal!

vlcsnap-2010-12-20-17h18m52s173

O jovem Kindzu é escolarizado e após a morte de sua família se vê abandonado.

Ambas as estórias, principalmente a de Kindzu, são repletas de misticismo e fantasias. A cada página passamos a acreditar em todo o tipo de fantasia que o autor nos diz… Isso que eu chamo de bom autor!! haha 

O livro mostra a desorganização e a miséria pela qual se passava Moçambique após a descolonização.

Enfim, eu só tenho elogios para esse romance! Tanto é que quero ler de novo e de novo e de novo haha Desde a primeira página até a última eu fiquei totalmente envolvida com a história. A leitura é super fluida e fácil. Mia Couto escreve com maestria, simples assim. A narrativa também foi parar nas telinhas do cinema e o filme é tão sensacional quanto o livro !!

P.S.: O DESFECHO É SENSACIONAL HAHAHA 

Recomendo muito, tanto o livro quanto o filme =)

Beijoos

 

 

Anúncios

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s