The Woman in White – Penguin Readers

IMG_20151110_112927379

The Woman in White – Penguin Readers é uma história adaptada do clássico escrito por Wilkie Collins, primeiramente publicado em torno de 1860.

Para conhecer um pouco mais sobre a Penguin Readers e como funcionam suas adaptações veja o post aqui.

Esse livro é nível 6, ou seja, para pessoas que já têm um nível “avançado” na língua inglesa, mas realmente eu acho que com um “intermediário” já dá para ler, pois a leitura é bem tranquila. Tem 85 páginas.

A história se passa na Inglaterra, começando em 1849 quando Walter Hartright decide caminhar em sua última noite em Londres, pois fora contratado para exercer sua função de professor de arte em Cumberland, para duas senhoritas.  Ele estava muito contente, porque achava que seria um trabalho muito prazeroso. Quando de repente, no meio do caminho, uma mulher parou ele, toda vestida em branco, e perguntou se aquele era o caminho para Londres. Ele ficou pensando nela por algum tempo, em sua face magra, pálida e com expressão triste (sim, o livro é um pouco poético). Então, a história começa a partir daí, Walter Hartright conhece uma das moças que iria ensinar e se encanta. Laura, a moça que encantou Walter, era extremamente parecida com aquela que ele viu quando estava em sua última caminhada em Londres, mas com ar encantador, “she had a lovely face and the most beatiful smile in the world“. Após um tempo dando aula a ela, ele se apaixona, ela também, por ele, mas então, começam os problemas. Laura já estava prometida a um outro homem, Sir Percival, e deveria cumprir a promessa.

IMG_20151110_113048090

A partir disso, a história se dá com um pouco de suspense. Algumas vezes parece um tanto previsível, mas nem sempre. Lembra-me um pouco as histórias da Disney, Cinderela, Branca de Neve, em que tudo vai dando errado, mas no final…(tudo dá certo ou não haha). Tudo vai acontecendo muito rápido (não esqueça que é um adaptação), sem muita explicação, diferente de como geralmente acontece nos livros “padrões”. Mas tem algo muito interessante, a história é contada por diferentes personagens que tem diferentes pensamentos, deixando a história muito mais dinâmica e, apesar de ser uma adaptação, a história continua boa. Para quem gosta de livros “mimimi” o livro vai ser bom, pois é daqueles que, se a personagem principal está triste, ela realmente exala tristeza, afetando todo o ambiente ao seu redor, então o tempo está nublado, a floresta está sem brilho. E, se está feliz, o dia está maravilhoso =D. Mas, para quem não gosta, talvez seja uma experiência interessante também. (Eu não gosto, mas gostei desse livro) Então, o livro além de ser ótimo para treinar a leitura em inglês, ele também traz a história de um romance clássico. o/

Anúncios

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s