Resenha: A Lista Negra

Pesado.

   Acho que todos, já viram/ouviram falar pelo menos uma vez de um caso como este…
Um aluno, entra na escola armado e abre fogo contra alunos e/ou professores.

Sinopse: Essa é a história de Val e Nick. Eles são dois adolescentes que se conhecem no primeiro ano do ensino médio e se identificam de imediato. Val convive com pais ausentes, que brigam o tempo todo e só criticam suas roupas e atitudes. Nick tem uma mãe divorciada que vive em bares atrás de novos namorados. Os dois são alvo de bullying por parte de seus colegas do Colégio Garvin. Nick apanha dos atletas e Val sofre com os apelidos dados pelas meninas bonitas e populares. Ambos compartilham suas angústias num caderno com o nome de todos e tudo que odeiam, criando um oásis, um local de fuga, um momento de desabafo, pelo menos para Val. Já Nick não encara a lista e os comentários como uma simples piada. Há alguns meses, ele abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista das pessoas e das coisas que ela e Nick odiavam. A lista que ele usou para escolher seus alvos.

Romance; Drama | 272 páginas | Editora Gutenberg |  Autora: Jennifer  Brown | Publicado em 2015|Classificação 4/5 | Compre & Compare Saraiva  / Fnac Livraria da Folha 

Val, nossa protagonista, tem tendencias artísticas e é ex namorada de Nick, ela está tentando seguir em frente com a sua vida, após ver seu namorado atirar em metade da escola e depois se matar.

É isso mesmo que você leu.

Ele atirou em metade da escola incluindo professores, e depois se matou.
Val presenciou tudo.

a lista negra livro

A situação toda é bem complicada, porque Val amava Nick e entendia o motivo dele se sentir assim, com ódio, muito ódio das pessoas. Mas ao mesmo tempo, ela não consegue entender como ele chegou ao ponto de matar alguém.

E além de tudo isso, Val é vista como cúmplice de Nick, afinal de contas foi ela que iniciou a Lista Negra.

lista negra

Durante toda a leitura eu não parava de me questionar com o famoso “e se”.

“E se isso tivesse acontecido comigo?”
“E se eu fosse uma das vítimas, trataria a Val assim?”
“E se eu estivesse no lugar da Val?”
Bom, não consegui chegar a uma conclusão concreta.

Mas, esse livro mudou bastante o meu conceito sobre bullying, antes eu pensava:
“Ah qual é? Todo mundo já recebeu apelidos ruins na escola”.
Mas, não é bem assim não é mesmo? Bullying vai muito além de meros apelidos, e sim, é um assunto sério.

“A vida não é justa. Justo era um torneio entre cavaleiros andantes, onde o público se divertia.”

Sobre a narrativa do livro…
Bom, ela vai e vem, entre passado e presente.
Contando coisas que aconteceram antes, durante, um pouco depois do ataque e no presente onde Val tenta voltar pra escola…

Geralmente no inicio dos capítulos tem uma matéria do dia 03 de Maio (dia seguinte do ataque) no jornal Tribuna de Garvin, essas matérias ajudam você, leitor, a ver a dimensão dos estragos desse ataque.

Antes de finalizar a resenha, queria destacar como Val é forte, no lugar dela não sei se teria essa força.

#EuIndico

Anúncios

6 comentários em “Resenha: A Lista Negra

  1. Nossa parece ser um livro bem forte, eu não sou muito chegada em obras assim mas vou dar uma conferida quando tiver um tempo, é meio triste né, por que o final é drástico, mas é uma história bem real que acontece todos os dias em todas as partes do mundo.

    Curtido por 1 pessoa

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s