Resenha: O Diário de Bridget Jones

Jones, 30 anos, fumante (mas se esforçando para parar), seu peso vária entre 55 e 59, péssima cozinheira, mas uma mulher que sabe se virar sozinha, esforçada, forte e um tanto insegura também kkkkk’

11084380_10153288903551349_746348538_n

Deixa eu dizer uma coisa pra vocês, esse livro é antigo (década de 1990) e já tem até um filme que também é antigo (foi lançado em 2001), e ainda, em pleno 2015 lidamos com as mesma coisas que a Bridget!
Principalmente esse negocio de prazo de validade aos 30!
Não sei o porque, mas a maioria das pessoas que eu conheço ainda pensam desse jeito, “ain 30 anos, quero estar casada com filhos e bláblá”

Pessoas, ai vai meu ponto de vista: 30 é a idade do sucesso!

Sim, eu sei cada um tem a sua forma de ver as coisas e tals, mas vamos tentar tirar esse prazo de validade, ok? Cada um é livre, pra casar/ ter filhos e mimimi quando bem entender, pode ser aos 40 ou aos 19, acho super chato ficar rotulando as coisas como “sei lá quem, ficou pra titia” e “nossa ela já tem um filho?” bláblá… Cada um escolhe seu caminho cara!

E Bridget vive isso, por ser solteira aos 30 comentários chatos e irritantes acontecem toda hora.

Ok, agora voltando para o livro…

O Diário de Bridget Jones, o livro que deu origem ao Chicklit (é um gênero literário um tanto “novo”, com romances bem humorados, que se passam na nossa época), é leve, engraçado (ok, muito engraçado) e como o próprio nome já diz, é um diário.

11103933_10153288903421349_1586396837_n

Sinopse: Desde as primeiras linhas deste diário, você vai achar que já conhece Bridget Jones de algum lugar. Ela está na faixa dos 30 anos, é solteira, mora numa cidade grande, quer parar de fumar, acha que está marcando passo no emprego, tomou a firme resolução de fazer ginástica três vezes por semana e assumiu o compromisso de não chegar ao fim do ano sem aprender e programar o videocassete. Parece familiar? Então aqui vão outras características de Bridget. Desconfia dos livros de auto-ajuda, mas não resiste a dar uma olhadinha neles.
É um desastre na cozinha, mas fantasia jantares inesquecíveis com o auxílio de livros de culinária. Banca a mulher independente, mas não passa uma noite sem sonhar com o príncipe encantando. Sofre com a idéia de não receber presente no Dia dos Namorados, mas em seguida, se convence de que está é só uma data comercial. Ainda se espanta com homens que desaparecem depois do quarto encontro porque a relação está ficando muito séria. Agora você tem certeza que a conhece, não é? O mundo está mesmo cheio de Bridgets. Por isso, este livro fez tanto sucesso na Inglaterra (onde foi escrito), nos Estados Unidos, na França e onde mais tenha sido lançado. É impossível ler o diário de Bridget Jones e não identificá-la. Ou não se identificar com ela.
Como toda sua geração, Bridget vive as agruras do pós-feminismo, convive com as neuroses da nova família, sobrevive na frieza das grandes metrópoles, mas, principalmente, enfrenta o dia-a-dia com um inabalável bom humor. Bridget é muito engraçada. Aproveite que ela escreveu um diário e divirta-se.

11106541_10153288903486349_694639750_n

Ele foi escrito de forma diferente da convencional, com datas e os pensamentos da Bridget, com isso não temos uma descrição clara dos personagens (eu por exemplo imaginava a Bridget de cabelo castanho, mas acabei de ver que no filme ela é loira..)

11106517_10153288903381349_411048700_n

Enfim, durante 1 ano, acompanhamos as confusões na vida de Bridget.
Corrigindo** “as muitas confusões da vida de Bridget.” kkkk’

11084540_10153288903436349_1493059765_n

É um livro ótimo, que irá render muitas risadas para quem o ler 😉
#euindico

Obs 1.: Tem livro 2 \o/
Obs 2.: O livro um que eu comprei é edição de Bolso.
Obs 3.: Aaagora eu tenho que ver o filme!

Anúncios

6 comentários em “Resenha: O Diário de Bridget Jones

  1. Olá! Pense numa pessoa louca pra ler esse livro e assistir ao filme? Sou eu! Agora pense que não sei por qual ironia dessa vida ainda não li já que tive várias oportunidades. Estranho e curioso. Seja como for, as criticas sobre a história são ótimas o que só aumenta a minha vontade de ler. Achei linda esaa capinha de bolso. Gostei do blog. Bjão.
    Diego França,
    Blog Vida & Letras
    http://www.blogvidaeletras.blogspot.co

    Curtido por 1 pessoa

  2. Olá! Pense numa pessoa louca pra ler esse livro e assistir ao filme? Sou eu! Agora pense que não sei por qual ironia dessa vida ainda não li já que tive várias oportunidades. Estranho e curioso. Seja como for, as criticas sobre a história são ótimas o que só aumenta a minha vontade de ler. Achei linda esaa capinha de bolso. Gostei do blog. Bjão.
    Diego França,
    Blog Vida & Letras
    http://www.blogvidaeletras.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s