Parceria com o escritor Armando Mori

O Blog Mais um Leitor fechou parceria com o escritor Armando Mori no final de 2014, e o livro acabou de chegar \o/

 livro armando

Alzheimer – Para o caso de você não se lembrar

Release: E se a pessoa que você ama começasse a esquecer para sempre quem vocês são e o quanto signifi cam um para o outro, o que você faria?
A Doença de Alzheimer é uma das principais causas de demência (perda ou redução progressiva das funções cerebrais, como memória e raciocínio) nos idosos acima dos 60 anos. E por ser um mal ainda sem cura, é assunto de grandes pesquisas no meio médico.
Existem milhões de pessoas ao redor do mundo com essa doença, e isso traz tristes e dolorosos momentos aos seus amigos e familiares que acompanham o paciente ir desaparecendo pouco a pouco junto com suas memórias.
Mas nem todas as histórias devem ser assim. Enxergar a Doença de Alzheimer por outra perspectiva, a do amor, pode nos contar uma versão diferente, de afeto e companheirismo.
Após sua esposa ser diagnosticada com Doença de Alzheimer, Armando busca uma maneira de preservar as memórias de Aleurides. Na tentativa de organizar seus pensamentos e juntar forças para enfrentar a difícil batalha contra uma doença sem cura, ele decide compartilhar suas histórias ao lado de sua esposa escrevendo para uma coluna de jornal. Quando a ausência se faz presente, são estas mesmas memórias impressas que o faz relembrar dos incríveis seis últimos anos vividos na companhia de Aleurides.

Sobre o Escritor: Armando Mori

Fizemos uma pequena entrevista com o escritor…

Mais um Leitor: Quantos anos você tem?
Armando Mori: Meu nome completo é Armando Hiroyuki Mori Júnior. Mas sempre me apresento como Armando Mori, devido ao sobrenome complicado de se ler e escrever (rsrs). Tenho 26 anos de idade. Nasci e moro atualmente na cidade de Manaus, Amazonas.
Mais um Leitor: Como surgiu a ideia de escrever o livro?

Armando Mori: Há algum tempo pensava em escrever um livro mas nunca tive “A” inspiração para iniciá-lo. Sempre gostei de escrever pequenos textos mas nada que se aproximasse de um capítulo de livro. No final do ano de 2013 eu tive que mudar de cidade para trabalhar pelo exército brasileiro e fui morar na cidade de Boa Vista, Roraima.
Devido ao meu trabalho fui “obrigado” a morar em vários interiores próximos a capital de Boa Vista e também literalmente na selva amazônica. Passei 04 meses de 2014 morando na selva, um região chamada de SURUCUCU, uma região indígena da etnia Yanomami localizada a 400 quilômetro de Boa Vista, a noroeste do estado, fronteira com a Venezuela. Uma área remota, de difícil acesso, chegando somente de avião da Força Aérea Brasileira.
Bem, durante os 4 longos meses isolado da civilização batia a saudade de tudo e de todos – familiares e amigos, principalmente – e naquele local veio a inspiração para iniciar o que seria o primeiro capítulo do meu livro. Eu digo que este livro é um livro de “saudade”, pois escrevi pensando em todas aquelas pessoas por quem tenho carinho, principalmente meu pai e minha mãe, para os quais dediquei o livro. Apesar do livro ser totalmente fictício, eu utilizei o nome dos meus pais para eternizá-los num livro e mesmo no meio de toda a ficção eu acabei por acrescentar alguns detalhes que em essência são aspectos que lembram os meus pais.
Mais um Leitor:  Você teve de fazer pesquisas sobre a doença antes de escrever?
Armando Mori: Eu sou médico, formado em 2013 pela Universidade Federal do Amazonas. Ainda não tenho especialidade médica, trabalho atualmente como Médico Clínico Geral. Durante todo o meu caminhar no curso de medicina  me deparei com várias cenas e histórias, acho que isso me inspira de alguma forma como escritor.
O Alzheimer tive o conhecimento quando estava estudando a matéria de Neurologia, que estuda todo o nosso sistema nervoso e suas doenças, até pensei em trabalhar com isso quando formado, mas achava que não tinha suporte psicológico para isso – (rsrsr) – cuidar desses pacientes é muito triste . Na faculdade também passei por uma breve experiência na matéria de Geriatria e Gerontologia, onde estudamos sobre os idosos e o processo de envelhecimento – por  um tempo também pensei em trabalhar nessa área, mas também vi que não tinha suporte psicológico para isso. (rsrs).
No início, o livro não teria nenhuma abordagem médica, seria apenas uma história, mas vi a necessidade de criar um ambiente em que já tivesse um pequeno conhecimento para enriquecer a história, ai veio a ideia de abordar o assunto Doença de Alzheimer e Envelhecimento, mas não de uma forma médica com vários termos difíceis e complicados, mas sim contando uma história de amor onde tudo pode ser explicado e ensinado facilmente. Para citar algumas coisas no livro eu tive sim que recorrer a leitura de alguns livros e artigos científicos para não passar uma informação errada, mas a doença em si é abordada de modo simples, apenas para despertar no leitor a curiosidade de procurar saber mais sobre uma das principais doenças que ocorre no mundo todo e que está cada vez mais presente devido ao fenômeno de envelhecimento da população.
Eu não considero o meu livro “Alzheimer – para o caso de você não lembrar” um livro médico, eu considero um livro romance onde na história eu abordo uma doença. A doença apenas faz parte da história.
 
Mais um Leitor:  Sua parte favorita no livro?
Armando Mori: Apesar do livro ser pequeno, para mim fica mais difícil escolher a parte favorita – (rsrs). Cada capítulo traz um sentimento diferente para mim, mas o capítulo 11 (publicação #47) é uma parte que realmente gosto muito. Nesse capítulo fala bem sobre a minha visão sobre fotografias –  (sem fazer spoiler rsrs) – os personagens principais vivem uma situação que exemplifica bem uma das minhas frases favoritas no livro:
“Para mim, fotos são como pequenas janelas de nossas memórias. É como se tivéssemos as bordas de uma janela delimitando nossa vista favorita. Se você esquecer, a memória estará lá sempre que você quiser admirá-la, intacta. E não importa quantos anos se passem, momentos felizes serão sempre momentos felizes.”

Facebook
Instagram
Para comprar o livro: Saraiva 

Anúncios

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s