Sobre os Novos Contos de Harry Potter #part2 – Tom

Em um orfanato em Londres onde Tom Riddle mora;
Um homem bem vestido o visita; é uma surpresa.
Depois de mostrar ao menino truques mágicos de todos os tipos,
Qual futuro diretor oferece a ele um lugar em Hogwarts?

 TOM RIDDLE

 Tom Riddle é o dono do misterioso diário que Harry encontra no banheiro da Murta que Geme.

Tom Riddle conheceu o Professor Dumbledore pela primeira vez quando era criança, em um orfanato em Londres, quando Dumbledore o ofereceu um lugar em Hogwarts. Sra. Cole, a matrona do orfanato, revelou que Tom nasceu no orfanato, e sua mãe, Merope Gaunt, morreu pouco tempo depois. Tom recebeu este nome por causa de seu pai, Tom Riddle., e seu avô, Marvolo Gaunt. De acordo com a Sra. Cole, Tom assustava as outras crianças do orfanato, e muitos incidentes desagradáveis eram atribuídos a ele; o coelho de Billy Stubbs foi encontrado enforcado depois que ele e Tom discutiram, e Amy Benson e Dennis Bishop tiveram um estranho encontro com ele no verão, e nunca mais foram os mesmos.

Com 11 anos, Tom era a miniatura de seu belo pai, alto para sua idade, com cabelo escuro e pálido. Ele estava sentado em seu quarto quando Dumbledore entrou com Sra. Cole. Inicialmente cauteloso com o professor, Tom suspeitou que ele era um médico. Ele ordenou que Dumbledore contasse a verdade, falando o comando com uma voz tão forte que era quase chocante. Ele achava que Dumbledore estava o levando para viver em um hospício, e protestava furiosamente que não estava louco. Tom ficou chocado quando Dumbledore explicou que Hogwarts era uma escola de magia , e vibrou de animação quando descobriu que era um bruxo. Ele contou a Dumbledore que podia fazer as coisas se moverem sem encostar nelas, podia obrigar os animais fazerem o que ele queria sem treiná-los, e podia fazer pessoas se machucarem. Ele disse que sempre soube que era especial, e se transformou com uma alegria selvagem, sua expressão quase bestial.

Tom falou para Dumbledore provar que ele era um bruxo. Ele se chocou e soltou ruídos quando Dumbledore apontou sua varinha para o guarda-roupa de Tom, fazendo com que queimasse em chamas. Ele encarou o professor quando as chamas acabaram e o guarda-roupa continuou sem estragos. Tom se assustou quando ruídos foram ouvidos do guarda-roupa, e relutantemente buscou uma pequena caixa de dentro do guarda-roupa, que estava sacudindo e fazendo ruídos com força. Ele jogou as coisas da caixa na cama como Dumbledore pediu, revelando uma bagunça de objetos, incluindo um ioiô, um dedal de prata e uma gaita. Ele foi obrigado por Dumbledore a devolver os objetos para seus donos, e concordou em o fazer encarando o professor friamente e o avaliando.

Tom contou com um fundo em Hogwarts para ajudar aqueles que necessitam de assistência para comprar livros de feitiços e roupas. Ele estava ansioso para visitar o Beco Diagonal por sua conta, relutante em ser escoltado por Dumbledore , ele segurava um envelope que continha a lista de matérias e dava as direções para o Caldeirão Furado. Riddle se contorceu de forma irritada quando Dumbledore mencionou que o barman do bar tinha o mesmo nome, Tom, não gostando da ideia de ter um nome comum. Quando ele e Dumbledore apertaram as mãos, Tom revelou que podia falar com as cobras, e que as criaturas frequentemente o procuravam e sussurravam para ele quando ele fazia passeios pelo país.

 

Mais Contos \o/

 

PENSEIRA

 Uma Penseira é um objeto usado para guardar e rever memórias.

Uma Penseira é um objeto largo e raso feito de metal ou pedra, frequentemente decorado ou incrustado com pedras preciosas, carregada de poderosos e complexos encantamentos. Penseiras são raras, porque somente os mais avançados bruxos as usam, e porque a maioria dos bruxos tem medo de usá-las.

O perigo percebido relacionado a uma Penseira é o seu poder sob uma memória ou pensamento. A Penseira é encantada para recriar memórias de forma que elas possam ser re-habitáveis, pegando cada detalhe guardado no subconsciente e recriando fielmente, dessa forma tanto o dono, ou (aqui mora o problema) uma segunda pessoa, é capaz de entrar na memória e se mover em volta dela. Inevitavelmente, aqueles com coisas para esconder, aqueles envergonhados de seu passado, aqueles desesperados para manter seus segredos escondidos, ou proteger sua privacidade, terão medo de um objeto como a Penseira.

Ainda mais difícil que recriar as memórias, é usar a Penseira para examinar e selecionar algumas memórias e ideias, e muitos poucos bruxos tem a habilidade para isso. Alvo Dumbledore é visto usando a Penseira de Hogwarts desse jeito, notavelmente no capítulo Trinta de Harry Potter e o Cálice de Fogo, quando ele adiciona pensamentos a Penseira e o rosto de Harry se vira para Snape; Dumbledore está se lembrando de esconder a conexão entre Snape e Harry (que Snape estava apaixonado pela mãe de Harry, e agora, apesar de imensa má vontade – honra- é obrigado a protege-lo.

Tradicionalmente, a Penseira de um bruxo ou bruxa, como sua varinha, é enterrado com ele, já que é considerado um artefato intensivamente pessoal; qualquer pensamento ou memória deixada dentro da Penseira é enterrado com seu dono, a menos que ele ou ela tenha pedido de outra forma. A Penseira de Hogwarts, no entanto, não pertence a nenhum indivíduo, mas a escola. Foi usada á muito tempo por diretores e diretoras, os quais deixaram para trás experiências de vida em forma de memória. Isso forma uma biblioteca inestimável de referências para o diretor ou diretora do dia.

A Penseira de Hogwarts é feita de pedra entalhada em runas de saxões modificadas, o que marca o artefato como imensa antiguidade, anterior a criação da escola. Uma – sem fundamento – lenda diz que os fundadores descobriram a Penseira semi-enterrada no solo, no mesmo local onde decidiram erguer a escola.

O nome Penseira (em inglês Pensieve) é um homônimo de pensativo (em inglês pensive), que significa profundamente, seriamente pensativo; mas também é um trocadilho, a parte “crivo” (em inglês “sieve”) do mundo em alusão à função do objeto que significa uma massa de pensamentos ou memórias.

MÉROPE GAUNT
 Mérope Gaunt foi mãe de Tom Riddle, e filha de Marvolo Gaunt.
 Mérope chegou ao orfanato em Londres em uma Noite de Ano Novo muito fria, pesadamente grávida de seu filho. Ela foi acolhida pelo orfanato e deu a luz dentro de uma hora, e morreu uma hora depois. Antes dela morrer, Mérope contou a Sra. Cole que ela esperava que seu filho parecesse com o pai, e pediu que seu filho chamasse Tom por causa do pai, Marvolo por causa do pai dela, e que seu último nome seria Riddle.
SRA. COLE
 Sra. Cole era a matrona do orfanato em Londres onde Tom Riddle viveu como um garoto jovem. Ela é uma mulher magra, com forte expressão.
 Na memória do professor Dumbledore, Sra. Cole o cumprimentou no hall de entrada. Ela pareceu ansiosa enquanto andava pelo corredor, preocupada com muitas crianças do orfanato, mas parou quando viu Dumbledore, olhando atônito. Ela ficou atenta enquanto ele se introduzia, e o guiou para seu escritório.
 Sra. Cole pareceu ser uma mulher afiada, questionando Dumbledore sobre seu interesse em Tom Riddle, e perguntando sobre Hogwarts. Seu constante questionamento fez com que Dumbledore tivesse que lançar um feitiço nela, para fazer com que ela fosse mais dócil em sua visita. Ela ofereceu a Dumbledore uma taça de gin, drenando seu próprio copo, e contou a história de Tom Riddle no orfanato, e como ele chegou lá. Depois de confirmar que Tom definitivamente tinha um lugar em Hogwarts ela contou a Dumbledore que Tom assustava outras crianças, e contou sobre os desagradáveis incidentes o envolvendo. Ela contou a Dumbledore que muitos ficariam agradecidos em ver Tom ir embora do orfanato, mas ela foi informada por Dumbledore que Tom precisaria retornar todo verão pelo menos.
Sra. Cole guiou Dumbledore até o segundo andar, e bateu duas vezes na primeira porta do corredor. Ela entrou no quarto e revelou Tom Riddle sentado na cama, Sra. Cole deixou o quarto para que eles conversassem.
Com vampiros e autores e um Malfoy penetra,
A festa de Natal do Slughorn é uma festa para (quase) todos aproveitarem.
Para grande surpresa dos fãs, amigos e o resto,
Qual Corvinal apatetado Harry leva como convidado?
 
 
VAMPIROS
 Apesar dos vampiros existirem no mundo de Harry Potter, como mostrado pela literatura que Harry e seus amigos estudam em Defesa Contra as Artes das Trevas, eles não tem nenhum papel significativo na história. O mito do vampiro é tão rico, e tem sido explorado tantas vezes na literatura e nos filmes, que eu senti que tinha pouco que eu pudesse acrescentar a tradição. Em todo caso, o vampirismo é uma tradição do Leste Europeu, e na maioria das vezes eu tentava extrair da mitologia e folclore britânico, quando estava criando adversários para Harry. Além de menções, o único vampiro que Harry encontrou nos livros foi o Sanguini em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, que faz uma aparição levemente cômica.
 Olhando para meus primeiros cadernos, no entanto, eu encontrei que na minha primeira lista de personagens, tinha um professor vampiro que eu esqueci chamado “Trocar”. Um Trocar (em português trocarte) é um objeto cirúrgico pontiagudo inserido em artérias ou cavidades para extrair fluídos corporais, então eu acho que seria um bom nome para um vampiro. Evidentemente eu não pensei muito nele como um personagem, já que ele desapareceu das minhas anotações bem cedo.
 Por um longo tempo houve o persistente rumor de fãs que Snape poderia ser um vampiro. Enquanto é verdade que ele tem uma palidez doentia, e algumas vezes é descrito como um grande morcego em sua capa preta, ele nunca realmente virou um morcego, nós vemos ele fora do castelo de dia, e corpos com marcas de perfuração no pescoço não aparecem em Hogwarts. Em resumo, Snape não é um Trocar reformulado.
 Via: Sagas Brasil

 

Anúncios

Olá, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s